12 dicas para conseguir estabilidade na carreira médica

Tempo de leitura: 8 minutos

Independentemente do tempo de atuação na área da saúde, muitos profissionais se questionam sobre como reorganizar a vida para desenvolver uma carreira médica de sucesso. Pensar sobre isso é fundamental para alcançar a independência no mercado de trabalho, além de ser necessário para planejar os próximos passos da vida profissional.

Apesar de existirem inúmeros caminhos que ajudam a atingir esses objetivos, algumas ações podem contribuir significativamente para essa jornada. Entre essas opções, está a de desenvolver técnicas para conquistar a estabilidade médica. Quando uma carreira sólida é construída, muitos benefícios são adquiridos e algumas dessas vantagens são a facilidade em atrair pacientes e a melhora da fidelização.

Deseja saber mais sobre como alcançar a estabilidade médica? Continue a sua leitura e veja as dicas que separamos para você!

Saiba quais são as melhores dicas para os médicos alcançarem o sucesso no mercado de trabalho

A função do profissional que atua na área da medicina é pesquisar as doenças e as suas possíveis causas para poder tratá-las e combatê-las da melhor forma. Para ser um médico reconhecido na área em que você atua como um dos melhores, é preciso, porém, assumir determinadas condutas. Veja abaixo como conseguir o sucesso tão desejado!

1. Aprenda a lidar com o público

Antes de tudo, tenha em mente que o médico vai atender diariamente a pessoas com problemas, dificuldades e personalidades diversas. Por isso, é indispensável saber lidar com o público.

Ter paciência com cada um que chegar até você e respeitar as limitações de cada indivíduo é essencial para se desenvolver enquanto profissional e fazer-se conhecido.

Também é importante lembrar que o paciente não é obrigado a conhecer o vocabulário técnico da medicina. Quanto mais claro o médico for, explicando o problema e o tratamento de forma que ele entenda o que deverá ser feito, melhor.

Com essas atitudes, você será visto como um bom profissional. Para fidelizar aqueles que o procuram, também é necessário o acompanhamento eficiente dos tratamentos — atividade que exige uma boa comunicação com o paciente para a construção de um relacionamento de confiança.

2. Tenha uma vida profissional ativa

Pelo mesmo motivo que você busca o bem-estar do paciente, é necessário zelar pela própria saúde. Afinal, atuar em prol do sucesso e da estabilidade profissional exige muita disposição para estudar e trabalhar intensamente durante um determinado período.

Sendo assim, cuide de sua alimentação no dia a dia e não negligencie o seu corpo com a falta de atividades físicas. Esse cuidado fará com que você se mantenha animado para seguir a longa jornada da carreira médica e buscar os seus propósitos fazendo um ótimo trabalho.

3. Invista em atualizações e especializações

Em qualquer área de trabalho, as oportunidades surgem quando o profissional tem um bom domínio sobre determinado assunto e obtém reconhecimento pelo seu estudo e pelo seu trabalho. Observe, a seguir, as melhores opções de atualizações a serem realizadas:

  • congressos;
  • cursos;
  • eventos.

Todas essas opções permitem que você esteja antenado em relação aos conteúdos acadêmicos. Isso, sem dúvidas, abrirá portas para o seu desenvolvimento profissional, afinal, a medicina é uma área que nunca para de evoluir.

4. Tenha uma rotina bem organizada para desenvolver a sua carreira médica

Um bom profissional sabe a importância de honrar com os seus compromissos e de respeitar o seu trabalho. Por esse motivo, atrasos e atuações medianas não são toleráveis e nem mesmo são feitos que elevam a carreira médica a um nível de destaque.

Sendo assim, organize a rotina de maneira adequada para que você possa dar o seu melhor no trabalho e, desse modo, mostrar o seu diferencial em relação aos demais clínicos com a sua pontualidade e com a sua agilidade na hora de prestar atendimento aos seus pacientes.

5. Relacione-se bem com a equipe de trabalho

Fazer networking é uma dica que permeia todas as áreas de trabalho. Essa prática o ajudará a conhecer as pessoas que atuam com você. Além disso, permitirá a troca de experiências, possibilitando, assim, uma oportunidade de encontrar diversas opiniões sobre vários assuntos voltados à sua área de atuação e aos atendimentos que serão realizados.

Esse benefício implícito de manter boas relações com a sua equipe e de compartilhar naturalmente o conhecimento entre os profissionais gera experiências que poucos livros conseguirão oferecer. O diálogo pode abrir os horizontes e fazer com que o médico pense e vislumbre novas possibilidades para desafios e também para a sua vida profissional.

6. Saiba gerenciar bem o seu tempo

Como diz um velho e conhecido ditado, “tempo é dinheiro”. Na carreira médica, isso também é válido e deve ser levado em consideração. Não é adequado que se gaste muito tempo com rotinas administrativas do consultório e que podem ser automatizadas, por exemplo.

Por isso, é importante que você saiba gerenciar bem o seu horário, utilizando ferramentas de gestão adequadas para isso. Existem softwares que automatizam atividades demoradas, como o preenchimento de receitas de medicamentos, atestados e laudos.

7. Monte uma boa rede de contatos

Também é relevante que seja montada uma boa rede de contatos, com outros colegas médicos, para que você possa trocar dicas e ideias sobre tratamentos e novidades da medicina, já que, a cada dia, existem mais possibilidades de tratamentos para diversas doenças.

A rede de contatos também é importante para que você possa indicar serviços de colegas aos seus pacientes e ser indicado por eles. Se você é cardiologista, por exemplo, pode recomendar os serviços de um neurologista ou de um psiquiatra quando for necessário que um paciente passe por avaliações com esses profissionais.

8. Aposte em um atendimento humanizado

Também é necessário que você saiba se comunicar bem com os pacientes, buscando ter empatia e sabendo como lidar com cada pessoa. Considere que existem indivíduos com a chamada “síndrome do jaleco branco”, que têm medo de conversar e de se abrir com um médico para falar sobre a realidade de seus sintomas.

Por isso, a boa comunicação é essencial e deve ser sempre baseada nos princípios do atendimento humanizado. Tenha calma, paciência e educação ao tratar os pacientes. De tal forma, você poderá ganhar a simpatia dessas pessoas, que indicarão os seus serviços para amigos, familiares, colegas de trabalho e outros contatos.

9. Adquira outros tipos de conhecimento

É bastante comum que os médicos estudem muito sobre questões relacionadas à saúde e à medicina e não dediquem tempo para aprender sobre outras áreas. Para ter uma carreira médica de sucesso, no entanto, é preciso buscar conhecimento também em outras vertentes — quanto mais bagagem cultural você tiver e quanto mais diversificada ela for, melhor.

Se você estudar sobre administração de empresas, por exemplo, saberá como nortear as atividades administrativas da sua clínica ou do consultório. Já ao estudar comunicação e propaganda, terá acesso a mais técnicas de marketing para divulgar o seu negócio. Portanto, opte por adquirir outros tipos de conhecimento.

10. Compreenda os problemas dos pacientes

Outro ponto primordial na carreira de um médico é compreender os problemas dos pacientes. Um profissional de sucesso precisa ouvir o que eles têm a dizer para poder identificar o melhor tratamento a ser realizado para cada um, de acordo com os sintomas e o tempo de tais desconfortos.

A maioria das pessoas evita ir a consultas médicas no início dos sintomas por medo de descobrirem que se trata de algo grave. Às vezes, quando os pacientes procuram os profissionais da área da saúde, a doença já está em estágio avançado.

Esse tipo de situação é bastante comum. Quando isso acontece, o diálogo entre o paciente e o médico precisa ser bom, pois muitos podem ter receio de ouvir palavras ásperas no momento em que falarem que não buscaram auxílio no início dos sintomas.

Se a pessoa se sentir confortável em se abrir, expondo o seu verdadeiro problema, ficará mais fácil para o médico entender as dores do indivíduo e o diagnóstico será mais facilmente encontrado. Dessa maneira, haverá um tratamento mais rápido e eficaz.

11. Fique de olho nas tendências

Assim como em todas as outras áreas, é importante que os médicos fiquem de olho nas novas tendências. Devido ao fato de existirem muitos profissionais da área da saúde em busca de fazer o seu nome no mercado de trabalho, é preciso estar sempre atualizado com relação às novas oportunidades da área. Entre algumas das novas tendências, estão:

  • o marketing digital;
  • a melhora da experiência do paciente;
  • a medicina preventiva.

Para acompanhá-las, é necessário fazer o possível para não ficar parado no tempo e sempre procurar inovações. Dessa forma, será mais fácil identificar as oportunidades e proporcionar os melhores tratamentos médicos para as pessoas, tornando-se mais conhecido na sua área de atuação.

12. Invista em tecnologia

A tecnologia veio para ajudar no dia a dia e nas rotinas de diversos profissionais, inclusive dos médicos. Por isso, invista em determinados recursos, como aplicativos e softwares, que facilitam o trabalho e contribuem para uma carreira médica de sucesso. Existem diversas ferramentas como essas no mercado, por exemplo:

  • a agenda múltipla e integrada;
  • o prontuário eletrônico 100% personalizável;
  • os recursos de documentação fotográfica;
  • a gestão financeira;
  • as ferramentas de comunicação para envio de SMS para os pacientes.

Tudo isso contribui para que a rotina seja mais bem administrada, gerando uma carreira em que seja possível dedicar mais tempo para o paciente e para a promoção pessoal e menos para as atividades burocráticas.

Enfim, a conquista da estabilidade na carreira médica é uma preocupação recorrente de muitos profissionais. Para alcançar esse equilíbrio no trabalho e planejar os próximos passos, é indispensável buscar a qualidade no atendimento ao paciente e investir em uma boa comunicação com todos, visando a criar oportunidades e a adquirir o merecido reconhecimento no meio.

Indicações para reposição de colágeno em pacientes

Fonte: Doctor View

Compartilhe