8 tendências de beleza de 2020 que chegam pra ficar

Tempo de leitura: 6 minutos

A cada ano aguardamos com ansiedade (e alegria) as grandes inovações e avanços tecnológicos da indústria da beleza. Em 2020, ano marcado pela pandemia, as tendências de beleza revelam uma abordagem de consumo consciente relacionado à preocupação com o meio ambiente e sustentabilidade

Trazem ainda uma mistura de tecnologia com soluções mais “naturais”, tratamentos e produtos personalizados, beleza inclusiva sem padrões tradicionais – tudo guiado pelos desejos e necessidades dos consumidores. Essa nova década deve se atentar ao bem-estar do nosso planeta, e a indústria da beleza pode ter um papel importante nisso.

  1. Slow Beauty e Blue Beauty

Na contramão do estilo de vida de consumo exagerado sem freios, vem o movimento Slow Beauty, uma das tendências de beleza nascida nos Estados Unidos. Traz um novo olhar para a valorização da beleza interior e propõe o autocuidado consciente, o respeito ao meio ambiente e a questões de sustentabilidade, a diminuição do uso de produtos industrializados substituídos por cosméticos orgânicos. A bancada cheia dá lugar a uma versão minimalista com menos produtos. Ainda em relação ao consumo consciente, a Blue Beauty ou “Beleza Azul” também aumentará. O conceito que faz referência a produtos que visam proteger os oceanos e o abastecimento de água deve ser a “próxima geração de beleza limpa”. 

  1. Beleza inclusiva e personalização

De acordo com o Caderno de Tendências #2019-2020 da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) e do Sebrae, as palavras identidade, individualidade e inclusão chegaram para ficar entre as tendências de beleza. Portanto, seja na área de maquiagem, cabelo ou cuidados com a pele, o público está atento e em busca de soluções para suas reais necessidades e particularidades. Nesse sentido, a busca pela personalização científica deve movimentar o mercado nos próximos anos, como levantou a Euromonitor, empresa global de pesquisa de mercado. Aqui vale destacar a importância de oferecer tratamentos customizados, ou seja, personalizados de acordo com cada paciente. Para isso, há equipamentos de estética que apresentam diversas opções de procedimentos, como a multiplataforma Endymed, radiofrequência avançada com 7 ponteiras – uma para cada necessidade.

  1. Microbioma da pele

Os olhos da indústria cosmética nunca estiveram tão focados na camada superficial da pele como agora. É ali que vive uma comunidade de bactérias boas chamada de microbioma cutâneo. No Meeting da Academia Americana de Dermatologia (AAD), realizado em 2019, esse foi um dos temas apresentados. Pesquisas do Google por “microbioma” aumentaram +110% em relação ao ano anterior em 2019 e, segundo a Mintel, empresa de pesquisa de mercado, é isso que está impulsionando o mercado de cuidados faciais do Reino Unido. Então, muito provavelmente microbioma estará em foco em 2020, um conhecimento que promete aperfeiçoar o modo como os cuidados são realizados e os cosméticos são produzidos e escolhidos para serem usados em tratamentos na clínica e home care. Além disso, mudanças em direção a cuidados customizados (como falamos anteriormente) deve levar em consideração o microbioma de uma pessoa para oferecer produtos personalizados de acordo com o microbioma e a composição genética.

  1. Conexão da mente e da pele 

Outro tema apresentado no Meeting da AAD 2019 destacou que muitos estudos nos últimos anos têm investigado o impacto da saúde mental nos tecidos – mostrando que a pele é influenciada pelos hormônios e nossas emoções. Nesse sentido, vemos uma tendência com abordagem holística da beleza e saúde mental. As pessoas estão gastando mais em autocuidado e priorizando momentos de desconexão, inclusive nos salões de beleza e clínicas de estética. Um exemplo é incluir música, fragrâncias e outros elementos sensoriais durante a realização dos serviços e procedimentos.

De acordo com um relatório de 2019 sobre os hábitos de compras de beleza da Geração Z compilados pela WGSN (World Global Style Network), consultoria especializada em previsão de tendências, “a Geração Z premia marcas que oferecem momentos de calma, experiências sensoriais e produtos que apoiem seu bem-estar físico, mental e emocional”. Por isso, vale prestar atenção nessa tendência. Aqui entra o conceito de self care, que de acordo com o Caderno de Tendências da Abihpec e do Sebrae, abre uma grande janela de oportunidades: “oferecer ao consumidor produtos e serviços que transformem a sua experiência em um mar de indulgência (seja em casa, seja na loja, no salão ou na clínica) é a chave para conquistá-lo”.

  1. Clean Beauty

Em 2019, o movimento “Clean Beauty” ganhou impulso e segue firme e forte em 2020. Basicamente, a tal da “Beleza Limpa” seria o uso de produtos livres de ingredientes tóxicos ou que possam causar algum dano ao nosso organismo ou ao meio ambiente. Além dos ingredientes, há a questão de transparência e os padrões éticos das empresas na hora de nomear e informar todos os seus ingredientes ao consumidor. 

  1. Beleza (quase) natural

Transformações radicais estão fora de moda. A tendência de beleza visa melhorar a pele e a aparência de uma forma sutil e sem exageros, valorizando o rosto e preservando os traços naturais. Aqui vale tratamentos que estimulem o colágeno para melhorar a firmeza e a elasticidade da pele, como a radiofrequência e bioestimuladores de colágeno.  A plataforma Endymed, por exemplo, traz radiofrequência de quarta geração para tratar flacidez, poros dilatados, rugas e promover rejuvenescimento. A vantagem é estimular o próprio organismo a regenerar o colágeno naturalmente, respeitando as características de cada indivíduo (mais uma vez a tal da personalização e customização).

  1. Massagem e ginástica facial

A massagem facial não é uma técnica nova. Na verdade, é uma prática que existe há séculos. Mas a técnica ressurgiu e vem sendo bem aceita pelo público, assim como a ginástica facial. Os benefícios são incríveis ainda mais aliados a cosméticos e tratamentos com equipamentos de estética, se tornando forte entre as tendências de beleza.

  1. Resultado imediato

Entre os temas apresentados no Caderno de Tendências #2019-2020 da Abihpec e do Sebrae chama a atenção o desejo por resultado rápido: “Em tempos de selfies e de vídeos instantâneos, duas questões se revelam como prioritárias para o público que usa e abusa das redes sociais. A primeira é ter à mão produtos – não só de maquiagem, mas também de cuidados com a pele – de efeito imediato”.  E mais: o público quer produtos e tratamentos que atuem rapidamente, entregando benefícios visíveis (poros menos aparentes, pele matificada e brilho natural). Portanto, uma das tendências mais fortes é a busca por procedimentos com resultado imediato e sem downtime – tempo de recuperação. Aliado a esses fatores, é importante oferecer segurança no resultado, sem surpresas para o paciente que não quer investir e se arrepender com o depois. O equipamento de estética Endymed apresenta vários manípulos que permitem tratar contorno corporal, celulite, flacidez, rugas, cicatrizes, estrias, entre outras queixas das pacientes. Tudo isso num só aparelho. Os resultados são visíveis logo após a primeira sessão.

Compartilhe