Mercado de estética pós-pandemia: o que esperar?

Tempo de leitura: 3 minutos

A crise causada pelo coronavírus, além de ter impactos diretos na saúde, afetou diversos setores, entre eles a área de beleza, bem-estar e estética. Fora da lista de atividades essenciais, salões de beleza, academias, clínicas de estética e consultórios tiveram que fechar as suas portas e parar o atendimento por um tempo, sem equipamentos de estética para alugar.

E esse período durou meses de espera para reabertura, tanto por parte dos profissionais – que não viam a hora de voltar ao trabalho – , como para os clientes – ansiosos para cortar o cabelo, fazer as unhas, continuar ou começar aquele tratamento estético facial ou corporal tão desejado.

Aguardamos com ansiedade a volta ao normal ou ao “novo normal”, como consequência de novos comportamentos que tendem a surgir após a pandemia do coronavírus. E vem a reflexão: como será a retomada para a área de estética e beleza? Quando buscar equipamentos de estética para alugar?

Um estudo realizado pelo Innovation Center sobre as tendências de comportamento no Pós Covid-19 revelou que quando for descoberto um remédio, ou uma vacina, provavelmente os comportamentos de consumo tenderão a voltar praticamente ao que eram antes e com poucas mudanças. Mas, até encontrar a cura ou vacina, o consumidor pode se mostrar reticente em suas expectativas e com receio de ter contato direto, o que mostra o levantamento mensal da Fundação Ipead/UFMG.

Retomada das clínicas de estética

Antes da pandemia, o mercado de estética e beleza estava em plena expansão, com uma média anual de crescimento de 4,1% no país na última década, de acordo com os dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC). 

Isso demonstra uma tendência à preocupação com a beleza, cuidados pessoais e bem-estar, o que tende a ser uma das prioridades quando do afrouxamento das regras de quarentena. O consumidor estará em busca de “consertar o cabelo”, “tratar gordura localizada”, “eliminar a flacidez”, e por aí vai.

Nesse cenário, o presidente do Ipead, Fabrício Missio, projeta uma recuperação mais rápida para alguns setores como o da higiene e beleza, que pode garantir até mesmo a sobrevivência, devido à demanda reprimida pelo isolamento social. “É bem provável que haja um boom, inclusive com algum aumento de preços por causa da procura. Não são setores capazes de rebocar a recuperação da economia, mas podem salvar muitos CNPJs e empregos em curto e médio prazos”, diz.

Por isso, é importante estar preparado para a retomada, seja lenta ou acelerada. Nesse primeiro momento, as incertezas em relação ao futuro tendem a ser o principal freio ao consumo, segundo Fabrício Missio. “Não se sabe até quando isso vai durar. As pessoas vão poupar não como investimento, mas proteção, até que sintam condições para voltar a comprar em maior escala”, conclui Missio.

Uma boa opção é alugar equipamentos de estéticas de acordo com a demanda, já que as pessoas estarão com receio de gastar. Assim, poderá avaliar qual aparelho de estética investir. Entre as vantagens da locação, você poderá proporcionar os melhores tratamentos, escolher as tecnologias mais procuradas no mercado, obter economia de gastos e definir quanto tempo você quer alugar. 

Com a Syslaser, você encontra equipamentos de estética para alugar, como a radiofrequência Endymed com várias opções de tratamentos, o laser XEO com ponteiras para diversas finalidades, a luz pulsada do equipamento multifuncional Starlux500, entre outros. Assim, pode oferecer variedade de tratamentos faciais e corporais para o seu paciente.

Compartilhe