Adeus, olheiras! Veja os tratamentos indicados para os diferentes tipos de mancha

Tempo de leitura: 2 minutos

As olheiras estão na lista dos incômodos de beleza mais populares. Para tratá-las, é importante entender qual é o tipo de mancha do seu rosto. Veja a seguir as mais comuns e os procedimentos mais indicados.

Como tratar as olheiras? Essa dúvida de estética é uma das mais comuns quando o assunto é beleza. E para solucioná-la, é fundamental entender qual é seu tipo de olheira. Sim, por mais que a região mais escura abaixo dos olhos pareça igual, ela varia de pessoa para a pessoa e é classificada de diferentes formas. Assim, é mais fácil encontrar o procedimento estético mais indicado.

O Purepeople conversou com a dermatologista Dra. Priscila Camara de Camargo, da Clínica Camargo, e aponta, a seguir, quais os tipos de olheiras mais comuns e a melhor forma de tratar cada um deles.

“Os cosméticos auxiliam na hidratação e ajudam a clarear, mas de forma pouco significativa. O que dá resultado expressivo são os preenchimentos com ácido hialurônico, que diminui as linhas de expressão, uma vez que aumenta a produção de colágeno na região”, explica a especialista.

LASER É INDICADO PARA OLHEIRAS AMARRONZADAS

Segundo a médica, as olheiras de coloração amarronzadas são conhecidas como pigmentares. “A indicação de tratamento para elas são os protocolos com cremes para uso diário em casa e no consultório, peelings e lasers“, explica Priscila.

OLHEIRAS PROFUNDAS SÃO TRATADAS COM ÁCIDO HIALURÔNICO

Outro tipo de olheira é a profunda: elas são mais escuras e o tom puxado para o castanho. “Nelas, o tratamento é feito com preenchimentos de ácido hialurônico, que corrige as depressões e profundidade da região dos olhos”, detalha a dermatologista citando o ativo que combate o envelhecimento cutâneo.

LUZ PULSADA E DRENAGEM PARA OLHEIRAS VASCULARES

As olheiras arroxeadas ou azuladas são chamadas de vasculares. Elas adquirem essa tonalidade por conta do aumento de vasos sanguíneos na região, advindos do cansaço e de inflamações como rinite e sinusite.

“O protocolo para o tratamento dessas olheiras são a luz pulsada e a drenagem facial, aliados aos clareadores com cafeína, para aplicar em casa diariamente. Em alguns casos mais complexos, pode ocorrer indicação cirúrgica”, sinaliza Dra. Priscila.

LASER É IDEAL PARA OLHEIRAS FLÁCIDAS

Com o passar dos anos, mulheres com pele madura também podem se incomodar com a flacidez nas olheiras e nas pálpebras, aliadas às linhas de expressão, rugas, bolsas abaixo dos olhos.

“A técnica para tratar a flacidez na região é associar procedimentos estéticos com estímulos que resultem na regeneração da pele, como laser CO2 fracionado e ultrassom microfocado. Para esse tipo de olheira, tratamentos auxiliares, como cosméticos ou dermocosméticos, não dão resultado”, detalha a especialista.

Fonte: Purepeople

Compartilhe